Coisas que aprendi pelo caminho II

21 maio 2013


Esses dias estava contabilizando tudo o que eu já vivi nesta vida (nesta sim, vai que existe outras?!). Ok vai, não sou tão velha, mas já passei por bastante coisa. 
Momentos raros, maravilhosos ao lado de pessoas incríveis. Outros momentos não gosto nem de lembrar, quero esquecer tanto quanto quero esquecer as pessoas que me fizeram passar por ele. 
Não vou dizer que não me arrependo de nada. Talvez lamente uma ou duas coisas que não tiveram bons resultados, mas sabe, levo isso como um aprendizado. Se não fosse pessoas ruins e bad moments eu viveria num mundo cor de rosa dentro de um castelo encantado.

Foi bom enfrentar aquela vez, quando eu ainda era pequena, algumas garotas que me provocavam e faziam tititis. Bem, agradeço à vocês já que essa situação me fez ter coragem e me ensinou a enfrentar qualquer coisa ou pessoa. Ah, e esqueci de falar, que depois destes (talvez) dez anos eu afirmo com certeza: estou bem melhor que vocês.

Não me arrependo de ter começado a trabalhar cedo. Isso me fez saber o que era responsabilidade e o mais importante, fez com que eu soubesse o valor real do dinheiro, desse valor ao trabalho de cada pessoa que via: o porteiro do prédio, o caixa do supermercado, o carteiro. 

Jamais vou lamentar ter prestado três anos de vestibular antes de entrar na faculdade. Ainda não consegui entrar no curso dos meus sonhos mas entrei para um tão bom quanto, o qual eu teria entrado na primeira vez que prestei o concurso. Também não vou reclamar disso. Agora eu tenho mais maturidade para enfrentar as partes difíceis desta jornada.

Sou sincera em dizer que encontrei o homem da minha vida antes dos 25 e, que ele não é perfeito. Tá bom, também tirando a parte trágica de que eu não sou a mulher da vida dele. Seria cômico se não fosse tão trágico, mas vou fazer o que? Chorar? Me deprimir? Não. Vou seguir vivendo. 

Ah!
Obrigada à todas as pessoas que já se aproveitaram de mim em algum (poucos) momentos de fraqueza. Obrigada ao cafajeste que já teve a honra de frequentar à minha vida e que se tornou parte de um dos meus piores momentos. Por você, jamais vou confiar de novo em alguém tão fácil assim. 

Eu demorei um pouco até perceber que todos estes desastres eram meros detalhes. Detalhes que faziam a diferença, mas eram detalhes. Demorei à perceber que não existe fórmula para o sucesso e eu realmente só percebi isso, quando me apaixonei por mim.

Hoje, a minha vida mudou muito. Eu mudei muito. Me descobri por dentro, tirei os rótulos e vi que tenho uma vida inteirinha pela frente. E que ela passa muito rápido.

Então...
Aos dias ruins, as pedras no caminho, aos temporais. Venham. Mas venham com força, porque eu estou cada vez mais sedenta pela vida, por desafios. Não se acanhem. A hora é agora, e eu já estou indo. 



0 comentários:

Postar um comentário







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!