Des-Apaixonar

11 novembro 2012



Eu ando cansada. 
Cansada de esperar demais. Cansada de não ser correspondida. Cansada de quase-amores. 
É sempre a mesma história. 
Palavras bonitas. Me tira do chão. Me leva nas nuvens. Me faz rir à toa. Me deixa abobada. Faz eu me apaixonar. Diz coisas que eu quero ouvir. Mensagens de bom dia. Dou uma risada boba. Mexe no meu cabelo. Me deixa sem graça. -"Não é o momento certo." "Porque você não apareceu um tempo atrás?" "Eu quero só curtir." 
FIM.
E eu fico cada vez mais confusa, com o coração doente.
Pouco tempo depois e você está "em um relacionamento sério."
Com outra. E eu? 
Ah sim claro, me esqueci que eu tenho um botão de des-apaixonar que age automaticamente.
Eu bebi por você... para tentar esquecer. 
Na verdade não foi bem por você, mas sim para engolir o nó que senti na garganta quando te vi pela primeira vez com ela. Deixei a bebida empurrar e descer o sentimento que estava entalado. E quando só um líquido não ajudava, misturava tudo em um copo só. Eu bebi para ver se ficava tonta o suficiente para achar que tudo não se passava de um pesadelo. 
Talvez eu tenha maltratado demais na outra vida, e estou pagando tudo nessa. Ou às vezes penso que meu mal é insatisfação crônica. Sempre quero quem não me quer. E quem me quer eu nem percebo a existência. Algo a ver com gostar de sofrer.
De vez em quando a angústia e a vontade de chorar, do nada, me invade. 
Aperto no peito. O que eu fiz para merecer isso?
Quando percebi, fiquei em casa no sábado à noite. 
 O mundo se divertindo e vivendo uma vida e eu ali, procurando o melhor lado da cama. 
Não tô nem aí para o que vocês vão dizer, hoje é domingo e me acordei meio dia. Estou vestindo um short jeans velho e um moletom surrado. Meu cabelo está em um coque que mais parece um nó. Meu rosto está amassado e inchado. Minhas unhas estão com o esmalte descascado. 
Não se preocupem, todo esse meu luto vai passar quando eu ver meu desespero no espelho. Detesto desperdiçar meu tempo com quem não merece, mas não foi sempre assim. Demorei entre um trago e outro até entender isso. Não vale a pena. 
Prefiro manter essa imagem de que está tudo bem. Não que seja ruim, mas é falsa.
Não tem pró, nem contra. É uma atitude mediana. 
No final do dia serei só eu, a chuva (que insiste em bater na minha cara), uma xícara de café e um episódio de Friends.



4 comentários:

  1. UAUUUU! Adorei!!! De verdade!!!

    Que texto maravilhoso!

    :*

    www.omundodenick.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tem selinho pra você no meu blog, confira: http://stefanyeponto.blogspot.com.br/2012/11/segundo-selinho.html

    Um grande beijo e até mais.

    MEU BLOG: http://stefanyeponto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)
      Ah Stefany.... Muito obrigada! Amei!
      Beijo!

      Excluir







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!