O tanto que eu te amei

12 agosto 2012

O meu jeito mandona te irrita não é? Eu sempre soube. Mas é algo mais forte que eu. Você me acha cheia de manias e acha meu gênio um tanto insuportável. Agora você implica com a cor dos meus esmaltes, com a música no som do carro, com o barulho que eu faço ao sair de manhã.
No inicio não era assim. Antes era você para mim e eu para você. Simples Perfeitos um para o outro. Defeitos é claro que eu tinha. Mas tantos assim? Ou será que isso é apenas uma desculpa para você cair fora e arrumar outra pessoa?

Ande, se defenda, eu odeio discutir com o silêncio. Você sabe disso e esta fazendo apenas para me irritar. Como quando eu envio um sms e você demora horas para responder. Ou quando eu envio uma mensagem para sua pagina na rede social e vejo “visualizada”. Nada de respostas.
Isso é um teste? Você tá me evitando? Não seria mais interessante agir como adulto e ter uma conversa decente ao invés de ficar brincando com a minha paciência?

Você ainda tem a capacidade de me dizer que não me iludiu. Ok. Falar que não me iludiu é fácil, mas e todos aqueles planos e projetos, eu inventei?

Não venha dizer que gosta de mim. Você gosta é da conquista, não de mim. E não tente usar a frase “ainda podemos ser amigos”. Isso é encurtar o corredor da morte. Você sente que não está em uma fase boa para um relacionamento sério e prefere “curtir”? Não serei eu quem vai impedir.

Se você quer ir, assuma e vá. Mas escute bem, quando você quiser voltar, eu não estarei mais aqui. E tenha certeza de uma coisa: você pode ter todas as garotas que quiser, e elas podem ser perfeitas para você, mas nenhuma delas vai te amar o tanto que eu te amei.


0 comentários:

Postar um comentário







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!