Para 2016

10 janeiro 2016



Que exista mais liberdade. Menos preconceito. Que a vida seja mais leve. E o clima também.
Que as pessoas aprendam a respeitar a opinião alheia. E os animais. E a natureza.

Que exista mais amor e menos ódio. Mais tolerância e menos guerra. Mais lágrimas de felicidade e sorrisos. Menos cara feia.

Que existam mais ombros amigos. Mais amigos de boteco. Que possamos sentir o gosto da comida ao invés de contar suas caloriais.

Mais conversas e menos brigas. Mais meditação e menos discussão.

Mais minutos de folga. Mais compaixão. Menos ignorância e mais educação. Mais paz, menos violência.

Mais idas ao cinema. Mais filmes bons. Mais livros. Mais livros bons.

Mais cabelos ao vento e cara lavada. Mais pé no chão e menos salto alto.

Mais respeito. Mais boas ideias, menos conflitos. Mais rodas de chimarrão e menos grupos no whatsapp. Mais festas open bar. Menos curtidas no instagram e mais curtidas na vida.

Mais amor de novo.

Mais paz.

Mais amor ainda.

E respeito.

E se não for pedir muito, uma bateria de celular que dure mais.

TAG: Minha Faculdade - Odontologia

05 janeiro 2016

Olá. Resolvi responder esta TAG para quem quer saber um pouco mais sobre o meu curso: odontologia. Já vi alguns vídeos dessa TAG no Youtube e resolvi fazer por aqui mesmo.

Vamos as perguntas?

1- Qual seu curso de graduação?
Odontologia.

2- Quantos períodos ele tem? E em qual você esta?
Meu curso tem 10 períodos/semestres. Estou no terceiro.

3- Porque você escolheu esse curso? 
Sempre gostei da área da saúde, quando resolvi sair da nutrição pesquisei sobre os outros cursos da área e me apaixonei pela odonto pelo fato de poder tirar a dor dos pacientes e fazê-los sorrir novamente.

4- Antes de escolher esse curso você pesquisou sobre o mercado de trabalho e o piso salarial?
Sim, acho importante conhecer bem o curso e a profissão antes de ingressar na faculdade.

5- Como foi seu primeiro dia de aula? Tem dicas para os calouros?
O primeiro dia sempre é estranho. A dica é: enturme-se. No começo todo mundo está meio perdido, mas logo começam os churrascos e tudo começa a fluir.

6- Sobre seu TCC, já começou a fazer? Qual tema pretende abordar?
Ainda não comecei meu TCC porque estou no início. Ainda não tenho um tema formado, mas pretendo fazer na área de odontopediatria.

7- Você se considera uma boa aluna (o)?
Meu curso é bem puxado, me considero uma aluna média. É bem difícil conciliar um curso de turno integral com trabalho.

8- Você esta 100% satisfeita com o curso que escolheu?
Satisfeita e apaixonada.

9- O seu curso tem algum material especifico que não tem em outros cursos? (ex: estetoscópio e calculadora cientifica.)
Meu curso, acredito eu, é um dos que mais exige materiais “extras”. Todos os períodos tem uma lista de materiais específicas e bem caras por sinal.

10- Na sua faculdade teve trote? Se sim como foi?
Teve trote, porém não participei.

11- Seu curso tem muita matemática?
Meu curso tem um pouco de matemática, mas o que tem, até agora foi bem simples.

12- Geralmente nas faculdades existem o “ciclo natural de desistência” a turma começa com 70 alunos e permanecem só 20. Isso aconteceu na sua faculdade?
Como ainda estou no início, ainda não senti essa diferença.

13- Quais dicas você daria para quem esta querendo começar a fazer o mesmo curso que você?
Tem que gostar de estudar, já que o curso é integral. E guarde dinheiro, a lista de materiais ao longo da faculdade pode chegar em torno do 10, 12 mil.

14- Já ficou em DP? Possui algum método diferente de estudo?
Nunca peguei DP. Um método que me ajuda bastante é ler toda a matéria, fazer um resumo e depois estudar por partes, pra não misturar a matéria

15- Faça um resumo básico do seu curso pra quem estiver interesse em fazê-lo.

Para cursar odonto ou qualquer outro curso da saúde tem que gostar. Nada de entrar na faculdade só pelo salário depois. O curso é cansativo, você vai dormir pouco (bem pouco) e não vai ter muito tempo pra atividades fora da faculdade. Ah, e não dá pra ter nojinho de sangue e de boca né. :P

Porque troquei de curso na faculdade?

02 janeiro 2016


Olá pessoal, tudo bem?
Hoje vim aqui contar um pouco sobre a minha faculdade. Para quem não sabe, em 2013 ingressei na universidade no curso de nutrição. Entrei pelo ENEM/SiSu em uma universidade federal. Não era o curso dos meus sonhos, eu sempre quis cursar medicina, mas como não consegui passar pra med, resolvi dar um up e um jeito na vida e fazer outro curso, já que já tinha tentado 3 anos o vestibular.
Pesquisei bastante sobre os cursos que tinham na minha cidade e resolvi então partir para a faculdade de nutrição. No início, amei o curso. O ambiente de faculdade era maravilhoso (muitas festas). No segundo semestre as disciplinas começaram a ficar bem difíceis e as específicas estavam chegando. A primeira disciplina específica que tive foi Bromatologia que estuda os alimentos e sua composição, química... Enfim. Não gostei muito, mas como ainda era o início, achei que ia passar. No 3° semestre apareceram mais disciplinas específicas. Cursei Dietética I, CTA (Ciência e Tecnologia dos Alimentos), Nutrição e Saúde Pública e Administração e Saúde Pública. Aí que tudo começou a desandar. Conforme estudava como seria a minha vida profissional, o real dia-a-dia, a realidade mesmo, comecei a me apavorar. Não era aquilo que eu queria fazer, não me via exercendo a profissão. Comecei então a pensar em trocar de curso. Para mim foi uma decisão difícil, já que detesto deixar as coisas pela metade, mas como a faculdade é a decisão de uma vida, fui fazer minhas pesquisas.

Como estudava em uma Universidade Federal e não queria trocar para uma particular (embora a estrutura seja mil vezes melhor), me inscrevi novamente no ENEM e pesquisei sobre os cursos oferecidos na minha faculdade. Com isso, tive um click: Odontologia. Olhei a grade curricular, vi quais cadeiras poderia aproveitar da Nutrição e conversei com alguns amigos que cursavam odonto. Tomei a minha decisão e encarei dois dias de ENEM.

Minha nota, para a minha surpresa, foi uma das melhores que já tinha tirado em relação aos outros ENEM's que tinha feito (mesmo cursando e estudando paralelamente com outro curso).
Em março de 2015 (na chamada oral) passei para Odontologia e saí da Nutrição.  E olha, foi a melhor decisão que já tomei na minha vida. Estou realizada e me vejo como dentista no futuro.
Escolher uma profissão é muito difícil, e tal decisão tomamos muito cedo, na maioria das vezes sem vivência nenhuma com a futura profissão, no escuro e com muita pressão.

Minha dica é: pensem muito na futura profissão de vocês. Pesquisem as cadeiras, as áreas de atuação, mercado de trabalho, conversem com profissionais da área. Se arrependeu? Não tenha medo de partir pra outra. Nunca é tarde para irmos atrás do que queremos.

Quero fazer outros posts falando da minha faculdade de Odontologia, então esperem muito ver este assunto por aqui. Inclusive queria fazer um canal, já que acho o Youtube bem carente desse assunto, mas tenho vergonha!! rsrsrsrsrsrs

Beijos!

Como escolher a profissão

18 agosto 2015



Quando começamos o ensino médio, a pressão da família, amigos e até de nós mesmo começa: e aí, qual curso vou fazer na faculdade?
A realidade é que essa é uma decisão super importante e que de maneira nenhuma deve ser tomada sob pressão. Pensar com calma na profissão que vai servir para a vida toda (ou boa parte dela) é uma responsabilidade muita grande e que vai ditar o nosso futuro.
Saber o que gostamos de fazer, o que fazemos por prazer e o que nos agrada é um ótimo começo.
Por exemplo, se você gosta de lidar com pessoas, conversar e ouvir, de repente pode se dar bem em Psicologia, Serviço Social. Se você tem ótimas ideias, um bom papo, e um bom poder de convencer alguém, talvez a área de Publicidade e Propaganda, Marketing, ou até mesmo o Direito sejam uma boa ideia. De repente procurar cursos curtos em áreas parecidas com o curso que você pretende fazer pode ser ótimo.

O fato é que antes de tomar essa importante decisão, a melhor coisa é fazer um teste de vocação e pesquisar muito sobre os cursos que te chamam atenção, nunca se esquecendo que a profissão que você escolher provavelmente fará parte do resto da sua vida. Outra coisa que pode auxiliar também na escolha, é pesquisar sobre o mercado de trabalho, áreas de atuação e faixa salarial.
Mas não esqueça! Dinheiro não traz felicidade plena, então escolher uma profissão pela remuneração não é uma boa ideia. Lembre que provavelmente a sua profissão deve afetar outras pessoas, e ser um profissional por interesse não vai ser legal, e pode até se tornar um peso no futuro.
Também não tenha medo de errar. Se começou a fazer algum curso e não gostou, não é aquilo que você quer ou você não se enxera trabalhando  em tal profissão, não exite em trocar de curso, eu mesma já passei e por isso e hoje estou muito mais feliz com a minha decisão.
Ah, e não esqueça também de pesquisar sobre a instituição que você pretende cursar, o nome dela é o que vai estar sempre no seu curriculum e no seu diploma.

Espero ter ajudado nessa escolha difícil.

Beijos!

Look Inspiração da Semana

14 março 2015


Imagem By LookBook.nu
Por Helena C., miaventuraconlamoda.com

Look Inspiração da Semana

07 março 2015


Camila Coelho, Super Vaidosa

Look Inspiração da Semana

01 março 2015


Imagem By Lookbook.nu
Por Flávia Desgranges, Fashion Coolture








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!